Como reduzir o esgotamento físico e emocional diário?

0

O estresse pode parecer apenas algo corriqueiro que não merece atenção, mas já é em si um fator preocupante. Isso porque sofrer de estresse uma vez ou outra tudo bem, mas tê-lo de forma crônica não é bom para o organismo.

O estresse pode ser positivo quando é usado como um mecanismo de defesa do corpo, para que ele consiga lidar com situações consideradas complicadas pelo nosso cérebro. O problema é que, no mundo de hoje, as pessoas estão estressadas praticamente todos os dias.

A vida agitada, as tensões nas relações pessoais, as exigências e pressões sociais e a falta de tempo são algumas das causas deste mal.

Vale lembrar que o estresse diário não afeta só o emocional, mas também o físico. Seu corpo sofre muito e pode desenvolver doenças crônicas sérias, como enxaqueca, pressão alta, insônia, taquicardia, entre outras.

Além disso, o estresse também é capaz de engordar, pois libera o cortisol (conhecido como hormônio do estresse), que faz com que as pessoas sintam fome de alimentos gordurosos para obterem mais energia e satisfazerem o corpo estressado.

Foi por isso que preparamos algumas dicas sobre como reduzir o estresse diário para que você tenha um bem-estar e uma qualidade de vida melhor. Confira:

 

1 – Faça exercícios

Quando falamos em exercícios, não queremos dizer malhação pesada. Caminhar no parque, andar na esteira, pular corda, nadar, pedalar, praticar algum esporte… Todas essas coisas já melhoram muito a qualidade de vida das pessoas.

Ela tiram a tensão do dia, ajudam a energizar seu corpo e ainda criam resistência física. O ideal é fazer diariamente, mas começar com alguns dias por semana já é ótimo.

 

2 – Reserve um tempinho para você

Pode ser difícil parar durante o dia, mas tente reservar ao menos uns 30 minutos para fazer o que te dá prazer. Assista a uma série, jogue alguma coisa, converse com pessoas queridas sobre assuntos leves, leia um livro, enfim, faça coisas que te ajudem a relaxar.

 

3 – Faça uma lista do que te estressa

Talvez essa seja uma lista grande, mas faça mesmo assim. É importante saber o que gera seus maiores picos de estresse para depois ver o que se pode fazer sobre isso. Como melhorar pouco a pouco essa situação? O que está ao seu alcance? O que pode ser mudado?

 

4 – Pesquise sobre técnicas de relaxamento

Existem muitos exercícios de respiração que ajudam a relaxar, assim como a meditação também é extremamente recomendada para quem sofre de estresse crônico.

Muita gente acredita que meditação envolve sentar em formato de lótus, recitar um mantra e ficar imóvel por horas. Na verdade, você pode meditar do jeito que quiser. Pode simplesmente deitar ou sentar em posição confortável, fechar os olhos, esvaziar a mente ou pensar em algo que lhe deixe tranquilo.

Pessoas que meditam diariamente acumulam um nível menor de estresse, assim como costumam ter mais calma e paciência.

 

Viu como não é tão difícil reduzir o estresse diário? Você também pode procurar um médico especializado para lhe orientar sobre o que fazer que se encaixe mais com seu perfil e necessidades. Lembre-se: é necessário se preocupar com sua saúde mental e física. Não a negligencie.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui