Filhos aprendem com os pais… a ter MEDO

0

Atmosfera Feminina

Tem sido cada vez mais freqüente, o diagnóstico de fobia infantil, síndrome do pânico em crianças e outras formas de medo patológico.

Dra. Dorit W. Verea*

Todo dia antes de dormir, mamãe cantava:

“Nana, neném
Que a cuca vem pegar
Papai tá na roça
Mamãe foi cozinhar”

A cuca vem pegar? Quem é a cuca? O que de forma subliminar estamos ensinando aos nossos filhos? Tem sido cada vez mais freqüente, o diagnóstico de fobia infantil, síndrome do pânico em crianças e outras formas de medo patológico. O medo é uma sensação presente em toda a raça humana, mas quando muito intenso e/ou freqüente, o medo se torna obsessivo, repetitivo, gerando conseqüências desastrosas. Medo e ansiedade são fenômenos universais, que acometem tanto as pessoas ditas “normais”, como aquelas com transtornos psiquiátricos. O grande problema é quando o medo e a ansiedade fogem de um padrão ou se tornam incontroláveis. Algumas vezes a sensação de perigo, deixa de ser uma defesa natural para se tornar um problema.

Personalidades ansiosas são mais predispostas ao medo, mas o medo também é aprendido. Pais inseguros tendem a criar filhos inseguros. Além do fator genético, os medos e a ansiedade também sofrem a influência do ambiente. E como sobram motivos para se ter medo nos dias de hoje, pais e filhos se tornam reféns do medo da violência, medo de doença, medo da falta de dinheiro, medo da solidão, medo de si mesmo.

O premiado filme “A Vida é Bela”, de Roberto Benigni, mostra um campo de extermínio durante a Segunda Guerra Mundial, onde Guido (Roberto Benigni), através de tramas mirabolantes, consegue poupar o seu pequeno filho de todo o stress e medo que envolvia aquele ambiente. Mesmo nos momentos mais difíceis, este criava situações absolutamente fantasiosas, que serviam como “escudo”, em defesa daquela criança que graças ao pai, não sentiu o terror que aquele ambiente impunha. Bem, como se isso fosse possível na vida real…

Inconscientemente, muitos pais ensinam seus filhos a terem medo, quando na verdade deveriam ensinar quando enfrentar e quando se proteger destes medos, sem necessariamente condená-los ao pânico e ansiedade exagerada, que certamente causarão prejuízos em suas vidas no futuro.

O medo exagerado, tanto para pais como para filhos, tem tratamento eficaz através da psicoterapia e o medo de acreditar que quem faz psicoterapia é louco só vai impedir de se preparar de forma mais adequada para viver a vida com qualidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui