O que são e como lidar com os pensamentos intrusivos

Os pensamentos intrusivos são caracterizados pela inconveniência, importunação e incoerência com os momentos nos quais eles vêm à mente.
Na maioria das vezes, eles causam uma grande ansiedade, minam a autoconfiança e causam enorme preocupação no indivíduo, criando um loop cada vez mais intenso do qual é difícil de escapar.
Imaginar-se jogando um bebê chorão pela janela do ônibus ou empurrando um desconhecido na plataforma do trem são exemplos comuns desses pensamentos intrusivos e todo mundo, pelo menos uma vez na vida, já teve. Acalme-se: eles são normais e, de certa forma, são fruto de como a mente humana funciona.
O problema começa quando este tipo de pensamento se torna cada vez mais recorrente, preocupante e intenso ao ponto de prejudicar a vida da pessoa.
Nestes casos, os pensamentos intrusivos deixam de ser imaginações bobas e passam a causar sofrimento, angústia e ansiedade, atrapalhando a vida pessoal e profissional do indivíduo, que não consegue se livrar deles.
Um dos maiores problemas dos pensamentos intrusivos é justamente a dificuldade para enfrentá-los. Uma vez na mente, eles passam a se retroalimentar, gerando um círculo de pensamentos negativos, preocupações irreais, cenários catastróficos e muito sofrimento e ansiedade.
Porém, com as ferramentas certas, é possível lidar com os pensamentos intrusivos, como veremos a seguir.

Como lidar?

O primeiro passo para lidar com os pensamentos intrusivos é descobrir a sua causa. Isso porque, na maioria das vezes, eles são apenas sintomas de outros problemas mentais mais graves e preocupantes, dos quais o indivíduo pode ainda não ter consciência.
Entre os principais transtornos que causam pensamentos intrusivos estão o Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG), o Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC), a Fobia Social, a Síndrome do Pânico e o Transtorno de Estresse Pós Traumático.
Ao descobrir a causa e tratá-la, os pensamentos tendem a desaparecer gradativamente. Mas, até que eles sumam por completo, quem sofre com o problema precisa se valer de outros meios para lidar com a questão e aí entram as estratégias de enfrentamento.

Estratégias de enfrentamento

Existem diversas estratégias de enfrentamento que podem ajudar quem sofre com pensamentos intrusivos a lidar melhor com eles e a diminuir o impacto em suas vidas. A principal delas é justamente não tentar tirar os intrusos da mente.
Ao invés disso, o recomendado é aceitá-los e procurar perceber que eles são apenas o que são: pensamentos. Ou seja, não é porque você pensou em jogar o bebê pela janela que você de fato o jogou ou vai jogar.
Além de aceitar os pensamentos intrusivos, você também pode enfrentá-los. Ao se imaginar empurrando alguém da plataforma do trem, por exemplo, questione-se: isso realmente vai acontecer? Eu seria capaz de fazer tal coisa? Agindo assim, você vai começar a perceber que estes pensamentos não refletem a realidade e passará a se preocupar menos com eles.
Por fim, você também se pode enfrentar o problema usando a meditação. Essa prática envolve a observação da mente e dos pensamentos e vai te ajudar a entender melhor como a sua cabeça funciona e como lidar com ela da melhor maneira possível.

Saiba que você não está sozinho e que é possível lutar contra o problema e conseguir vencê-lo. Nós, da Clínica Prisma, podemos ajudar você! Temos profissionais qualificados que lhe oferecerão todo o suporte necessário para atravessar esta fase difícil. Venha nos conhecer!

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer participar?
Deixe seu comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *